quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

A FESTA DE FIM-DE-ANO

Ora aqui estamos nós de volta, depois de umas curtas férias, fazendo votos de que toda a nossa "Tribo (família alargada) do Esporão" tenha também ela passado uma noite divertida, ou, pelo menos, de boa saúde.
Pronto, já está, já se passou mais um ano. Já estamos em 2008, com novos aumentos e com uma nova lei contra o tabaco, agora é que este País vai para a frente.
Enfim, vamos mas é falar da nossa festa de fim-de-ano, que até foi engraçada e divertida.
Começou com o jantar, Constituído por leitão, acompanhado de batatas fritas e arroz. Antes houve a bela sopa serrana(gostei) e uma mesa de entradas onde tiveram destaque os excelentes rissóis.
Parece que toda a gente comeu à vontade e não houve falta de "material". Tendo havido cerca de 50 presenças no jantar de fim-de-ano.

Pessoalmente gostei muito do vinho tinto, do vinho branco, da cerveja, do Espumante Asti, do licor Beirão e do licor de café da Ti Lucília(até parece que me embebedei, mas não.), e não estejam preocupados porque fui a pé para casa.

Depois do jantar, seguiu-se o Baile, claro! A música do "Minas" entrou em acção e o pessoal lá foi dançando, eu, que não sou grande dançarino, só dancei duas ou três.

Mas o pessoal que gosta de dançar não parou, até fizeram "comboios" e tudo, com o Ivo a maquinista.

E o Baile lá foi indo, lá foi indo, e o pessoal lá se foi divertindo, como podem ver nas imagens.

Isto é que esta malta gosta de dançar!
Mas não foi só a dançar que se passou a noite, houve quem aproveitasse para jogar umas cartas e para beber um copo no Bar, ao pé da lareira.

Quando chegou a Meia-Noite foi aquela explosão de alegria do costume. O nosso fotografo, ocupado a tentar abrir uma garrafa de Asti, não registou infelizmente esse momento, e como não estava cá o Adriano, não temos fotografia.
O Baile ainda continuou durante algum tempo, tendo-se depois dado início ao sorteio do Cabaz de Natal. Sorteio que contemplou o nº 014, e, por incrível que pareça, saiu ao Sr. Avelino Martins, que, por já se encontrar em Góis àquela hora, soube do seu prémio via telemóvel.
Após, começou o karaoke.

O Karaoke durou até tarde, muito tarde, e houve cantores para todos os gostos.

Apesar dos excelentes artistas que iam desfilando pelo palco, houve quem, como protesto pelo fim do Baile, fosse dormir para o Bar.

Mas nem assim os nossos artistas desistiram de cantar, e foi até que a voz lhes doeu.

Enfim, por volta das 6:45 horas da madrugada, o Fernando cansou-se de dormir no Bar e foi-se embora para casa. O pessoal do Karaoke achou que também já eram horas de ir dormir e foi tudo para casa, eram já quase 7:00 horas da madrugada.
Ele há festas que dão cabo da gente e esta vida de repórter tem muito que se lhe diga.
Até pró ano, pessoal.

3 comentários:

Anónimo disse...

grande festa... não há festas nem gente como as do Esporão!!

Até ao Carnaval!! ;)

Cátia

Anónimo disse...

Parabéns pessoal,pela reportagem fotográfica ví que a animação foi da rija.sabem! de os ver fiquei contagiado.Força juventude e não só. Um abraço. A. Filipe

nene bandeira disse...

adorei a festa!!!
e algumas das fotos que aqui estão fui eu ke as tirei!